Lista de Notícias

/Aluno da Coppe é premiado por melhor dissertação de mestrado na área de Transporte

O aluno da Coppe/UFRJ, Túlio Silveira Santos, foi o vencedor do “Prêmio Cátedra Abertis-USP de Gestão de Infraestruturas de Transporte”, na categoria “Melhor Dissertação de Mestrado de 2017”. Túlio concorreu com o trabalho “Procedimento metodológico para avaliação de desempenho de praças de pedágio com uso de simulação”, tema de sua dissertação de mestrado defendida no Programa de Engenharia de Transportes da Coppe/UFRJ, sob a orientação dos professores Paulo César Ribeiro e do Licínio Portugal.

 

O prêmio, no valor 3 mil euros, será entregue durante o 32º Congresso Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes, da Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes (Anpet), que será realizado no próximo dia 6 de novembro, em Gramado. Os premiados são automaticamente inscritos para o edital internacional do Prêmio Abertis, onde participam ganhadores de prêmios nacionais dos países participantes.

 

“Foi um trabalho muito árduo, que por vezes achava que não chegaria ao fim. Mas quando ficou pronto, tive a sensação de dever cumprido. Receber esse prêmio traz um sentimento de gratificação e euforia. Ele simboliza o esforço e dedicação de todo um trabalho e não seria possível sem a orientação dos Professores Licínio da Silva Portugal e Prof. Paulo Cezar Martins Ribeiro. Penso que me ajudará na minha vida acadêmica futura”, comemora Túlio, que desde 2018 está cursando o doutorado em Sistemas de Transportes no Programa MIT Portugal, na Universidade de Lisboa.

 

Essa é a segunda vez que um aluno da Coppe recebe o Prêmio Abertis- USP.  Em 2017, o aluno Marcos Antonio Fritzen, sob a orientação da professora Laura Motta, do Programa de Engenharia Civil, ganhou o prêmio de Melhor Tese de Doutorado sobre o tema “Desenvolvimento e Validação de Função de Transferência para Previsão do Dano por Fadiga em Pavimentos Asfálticos”.  

 

Sobre a dissertação

O aluno da Coppe criou um procedimento metodológico para avaliar o desempenho de praças de pedágio e as perspectivas para implantação, ou não, de intervenções alternativas no sistema. Para isso, usou, fundamentalmente, técnica de modelagem por simulação e medida de desempenho para avaliar o nível de serviço. O procedimento foi aplicado em um estudo de caso, envolvendo a praça de pedágio de Itaúna/MG, e os resultados indicam que esta se encontra em boas condições de operação, visto que o nível de serviço obtido reflete que o fluxo veicular é ainda inferior a capacidade do sistema.

 

Sobre a premiação

A Cátedra Abertis é uma iniciativa da Fundacion Abertis da Espanha, que pertence ao Grupo Abertis de Concessões de Rodovias, e apoia trabalhos acadêmicos relacionados à área de Transportes. Em sua terceira edição,  a Cátedra Abertis existe em cinco países (Espanha, França, Chile, Porto Rico e Brasil), e possui seis Diretores de Cátedra: Universidade Politécnica da Cataluna; IFSSTAR- com Ecole des Ponts et Chaussées na França; Universidade de Porto Rico; Pontificia Universidade Católica do Chile, em Santiago; Escola Politecnica da Universidade de São Paulo e um na Universidade Politecnica de Madrid).

 

No Brasil, podem concorrer à premiação mestres e doutores na área de transportes que tenham concluído suas dissertações e teses em programa de pós-graduação reconhecido pela Capes.  Além da categoria na qual Túlio foi premiado, a Cátedra contempla ainda outras duas categorias: Melhor Tese de Doutorado e Melhor Tese ou Dissertação em Segurança de Transportes.

 

 

  • Publicado em - 25/10/2018
  • Atualizado em - 25/10/2018