/Opinião

O Brasil contra o Brasil

Os profundos cortes orçamentários que o governo fez nos últimos anos no setor de Ciência, Tecnologia e Inovação, mais de 40% em 2017, ameaçam danos colaterais, pois poderão desorganizar o sistema nacional de pesquisa e inovação brasileiro. A escassez de recursos nas agências de fomento e nas universidades, que respondem por 90% da pesquisa brasileira, ao lado da escalada da burocracia, tem provocado o açodamento de decisões e iniciativas mal avaliadas, como o da criação de um fundo de investimento novo com recursos velhos

Fernando Peregrino

Diretor de Orçamento e Controle da Coppe/UFRJ

Nota da Coppe/UFRJ sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco

A comunidade da Coppe/UFRJ manifesta sua indignação e pesar pela morte de Marielle Franco, brutalmente assassinada na noite desta quarta-feira, no Centro do Rio, e presta sua solidariedade à sua família, amigos e colegas. Marielle foi vítima de um ato de covardia, com a intenção de calar essa mulher guerreira, reconhecida por suas lutas contra as injustiças sociais, a desigualdade, o racismo. Conclamamos aos órgãos competentes uma investigação rigorosa do assassinato da vereadora e punição para os responsáveis. Sua luta haverá de perdurar em todos nós. Neste momento, Somos todos (as) Marielle!

Edson Watanabe

Diretor da Coppe/UFRJ

Acidentes incontáveis

Em outubro, os EUA divulgaram, por meio do National Highway Traffic Safety Administration, que 37.461 pessoas morreram em acidentes de trânsito nas estradas do país, no ano de 2016. No Brasil, os números são difusos. Não há um número oficial, com todas as informações. Assim como em outros países, o Brasil necessita urgentemente de um órgão ou departamento especializado, que analise esta questão e disponibilize dados confiáveis.

Paulo Cezar Ribeiro

Professor do Programa de Engenharia de Transportes da Coppe/UFRJ

Coppe repudia operações policiais na UFMG e UFSC

A Coppe/UFRJ manifesta seu repúdio às recentes operações policiais realizadas no ambiente universitário da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), pelo uso de desnecessárias conduções coercitivas e outros expedientes não condizentes com uma sociedade democrática e republicana

Edson Watanabe

Diretor da Coppe/UFRJ

Nota do Conselho Deliberativo da Coppe/UFRJ em virtude do falecimento do reitor da UFSC, professor Luiz Carlos Cancellier

O Conselho Deliberativo da Coppe/UFRJ manifesta-se solidário com os familiares e com a comunidade universitária da Universidade Federal de Santa Catarina pelo sofrimento e consternação advindos da morte auto-infligida do Reitor Professor Luiz Carlos Cancellier de Olivo; manifesta-se também em alarmada advertência aos eventos de denúncia, acusação e responsabilização de dirigentes de órgãos públicos por pretensa conexão a atos lesivos à lei, sem a prudente cautela e o respaldo de evidência insofismavelmente formadora da necessária convicção.

Prof. Carlos Magluta - Presidente do Conselho Deliberativo da Coppe/UFRJ

Nota de pesar

A Coppe/UFRJ lamenta o falecimento do reitor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), professor Luiz Carlos Cancellier de Olivo, que cometeu suicídio na manhã desta segunda-feira. O reitor, desde o dia 14 de setembro, conforme noticiado pela imprensa, estava amargurado por ter sua imagem associada a práticas ilegais que não condizem com sua trajetória de acadêmico e gestor público, infelizmente veiculada, sem observância dos direitos fundamentais de presunção de inocência e do devido processo legal. Nos últimos dias almejava que a Justiça lhe desse o direito de continuar a orientar seus alunos. A Coppe transmite a seus familiares e amigos, assim como a todos da comunidade da irmã UFSC, o seu profundo pesar.

Edson Watanabe

Diretor da Coppe/UFRJ

Páginas